ITC Vertebral

Blog ITC

Bico de papagaio no pescoço : causas, sintomas, como tratar

Você já ouviu falar em bico de papagaio no pescoço?

Trata-se de uma condição dolorosa que afeta a coluna cervical, causando desconforto e limitações na mobilidade. Esta enfermidade, que muitas vezes passa despercebida, demanda uma compreensão aprofundada para seu diagnóstico precoce e tratamento adequado.

foto de Bico de papagaio no pescoço

Neste artigo, exploraremos o que é o bico de papagaio no pescoço, suas origens, sintomas e sinais característicos, bem como abordaremos questões importantes relacionadas à prevenção e tratamento.

O que é o Bico de Papagaio no Pescoço?

O termo “bico de papagaio” é coloquialmente utilizado para descrever osteófitos, crescimentos ósseos anormais que se formam nas vértebras da coluna cervical.

Estes osteófitos, também conhecidos como esporões ósseos, resultam do crescimento ósseo em resposta à degeneração, a uma condição que se torna mais prevalente com o envelhecimento.

Como surge o Bico de Papagaio no Pescoço?

foto de Bico de papagaio no pescoço

A cervicalgia degenerativa surge, principalmente, devido ao desgaste gradual dos discos intervertebrais na região cervical.

À medida que esses discos perdem a sua elasticidade e altura, as vértebras adjacentes podem se aproximar demais, resultando na formação de osteófitos como uma resposta adaptativa do corpo para estabilizar a coluna.

Sintomas e Sinais do Bico de Papagaio no Pescoço

foto de Bico de papagaio no pescoço

Os sintomas do bico de papagaio no pescoço podem variar em intensidade, mas geralmente incluem:

1.      Dor no Pescoço:

Desconforto persistente na região cervical.

2.      Rigidez:

Dificuldade em movimentar o pescoço.

3.      Irradiação:

A dor pode se espalhar para os ombros e braços.

4.      Formigamento:

Sensação de formigamento nas mãos.

5.      Fraqueza Muscular:

Pode ocorrer fraqueza nos músculos do pescoço e ombros.

É possível prevenir o Bico de Papagaio no Pescoço?

Embora a cervicalgia degenerativa seja, em grande parte, associada ao envelhecimento, algumas medidas podem ser adotadas para reduzir o risco de desenvolvimento do bico de papagaio, tais como:

1.      Evitar manter a mesma posição:

Evitar manter a mesma posição por tempo prolongado, sobrecarregando a coluna cervical.

2.      Exercícios de Fortalecimento:

Fortalecer os músculos do pescoço e das costas.

3.      Evitar Sobrecarga:

Evitar levantar objetos pesados de maneira inadequada.

Exercícios para Bico de Papagaio no Pescoço

foto de Bico de papagaio no pescoço

É importante salientar que qualquer programa de exercícios para um paciente com bico de papagaio no pescoço deve ser personalizado, de acordo com a gravidade dos sintomas e as recomendações do especialista em coluna.

A orientação de um fisioterapeuta é fundamental antes de iniciar qualquer rotina de exercícios.

Abaixo, estão alguns exemplos de exercícios que podem ser considerados, sempre com supervisão profissional:

1. Rotação Cervical Controlada:

   – Sente-se ou fique em pé com a coluna ereta.

   – Gire suavemente a cabeça para um lado, mantendo os ombros relaxados.

   – Mantenha a posição por alguns segundos e retorne à posição inicial.

   – Repita para o outro lado.

2. Inclinação Lateral do Pescoço:

   – Incline a cabeça suavemente para um lado, tentando alcançar o ouvido em direção ao ombro, sem elevar os ombros.

   – Mantenha a posição por alguns segundos e retorne à posição inicial.

   – Repita para o outro lado.

3. Extensão Cervical Leve:

   – Sente-se ou fique em pé com a coluna ereta.

   – Incline a cabeça para trás suavemente, olhando para o teto.

   – Mantenha a posição por alguns segundos e retorne à posição inicial.

4. Flexão Cervical Controlada:

   – Incline a cabeça para frente, tentando tocar o queixo no peito.

   – Mantenha a posição por alguns segundos e retorne à posição inicial.

5. Exercícios de Rotação com Resistência Manual:

   – Com a ajuda de um fisioterapeuta, pode-se realizar exercícios de rotação controlada da cabeça com resistência manual, utilizando as mãos do profissional para fornecer uma leve resistência durante o movimento.

6. Exercícios de Fortalecimento do Pescoço:

   – Exercícios específicos para fortalecer os músculos do pescoço, como flexão e extensão resistida com a orientação de um fisioterapeuta.

7. Alongamentos para os Músculos do Pescoço:

   – Inclua alongamentos suaves para os músculos do pescoço, focando especialmente nos músculos laterais e posteriores.

Lembrando sempre que é crucial respeitar os limites do corpo e evitar movimentos bruscos.

A supervisão profissional é essencial para garantir que os exercícios sejam seguros e adequados para a condição específica de cada paciente.

Além disso, a consistência é fundamental, e os exercícios devem ser realizados regularmente para obter benefícios a longo prazo.

Tem cura para o Bico de Papagaio no Pescoço?

A cervicalgia degenerativa é uma condição crônica, e enquanto não existe uma cura definitiva, diversas abordagens podem aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Como Tratar o Bico de Papagaio no Pescoço?

foto de Bico de papagaio no pescoço

A fisioterapia é indispensável no tratamento do bico de papagaio no pescoço.

Estratégias conservadoras, incluem:

Exercícios Específicos: Desenvolvimento de programas de exercícios para fortalecer os músculos do pescoço.

Mobilização Articular: Técnicas manuais para melhorar a mobilidade da coluna cervical.

Uso de calor e frio para aliviar a dor e inflamação, dentre outros recursos importantes da Fisioterapia especializada.

Em casos mais graves, quando as opções conservadoras não fornecem alívio adequado, a cirurgia pode ser considerada. No entanto, a intervenção cirúrgica é geralmente reservada para situações específicas, e os riscos e benefícios devem ser cuidadosamente avaliados.

Veja o que o ITC Vertebral oferece a você!

consultas no ITC crescem a cada ano

Oferecemos um programa de fisioterapia completo para as mais diferentes patologias da coluna, como hérnia de disco e dor ciática, onde o objetivo é aliviar a dor, melhorar a mobilidade e restaurar o funcionamento normal das articulações para que você tenha mais qualidade de vida e não precise de cirurgia.

Os especialistas do ITC Vertebral utilizam abordagens que respeitam os sinais e sintomas do paciente para seguir com os critérios de tratamento mais adequados.

O tratamento pode envolver:

Osteopatia

Técnica de tratamento fisioterapêutico que se baseia no diagnóstico diferencial e tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo.

dr examinando

Fisioterapia manual

O objetivo das técnicas manuais é devolver a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o movimento máximo e indolor do sistema musculoesquelético no equilíbrio postural.

estilo de vida mais saudável

McKenzie

Técnica que encontra a preferência de movimento do paciente.

Ela analisa o quadro e ajuda a reconhecer os exercícios específicos que mais ajudam no alívio das dores.

Isso acontece com a participação ativa do paciente, que aprende comportamentos para o dia a dia.

consultório para avaliar pacientes com dor nas costas

Mesa de Tração

Quando indicada, possibilita uma descompressão com cargas controladas.

rio de janeiro médico

Mesa de Flexo-Descompressão

Possibilita que o fisioterapeuta tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo os movimentos de flexão, extensão, lateralização e rotação.

orientação médica

Técnicas de fortalecimento muscular

Elaboramos um programa de fortalecimento muscular específico para cada tipo de sintoma e diagnóstico.

exercícios físicos

Gostou da leitura?

Compartilhe esse conteúdo com seus amigos!

Sobre o autor