ITC Vertebral

Blog ITC

Dor do Crescimento: impacto na coluna de crianças

A dor do crescimento, também conhecida como síndrome das dores de crescimento, refere-se a desconfortos musculares e ósseos temporários que algumas crianças experimentam durante seus anos de crescimento rápido.

Embora não haja uma causa específica conhecida para essas dores, acredita-se que estejam relacionadas ao rápido alongamento dos ossos e músculos.

A dor do crescimento é, geralmente, inofensiva, mas ela pode afetar a coluna vertebral das crianças de maneira notável.

A coluna vertebral durante o período de crescimento da criança

A coluna vertebral é uma estrutura complexa composta por vértebras, discos intervertebrais, nervos e outros tecidos.

Durante os períodos de crescimento rápido, os ossos da coluna podem se alongar mais rapidamente do que os músculos e ligamentos circundantes, resultando em desconforto e dor.

 Essa condição é comumente observada em crianças em idade pré-escolar e escolar, sendo mais prevalente durante os estirões de crescimento que ocorrem tipicamente nos primeiros anos da infância e na adolescência.

É importante notar que a dor do crescimento não está associada a problemas estruturais graves na coluna vertebral e não causa danos a longo prazo.

No entanto, o desconforto temporário pode impactar a qualidade de vida das crianças, interferindo nas atividades diárias e no sono.

Como a coluna é impactada?

A dor do crescimento pode impactar a coluna vertebral das crianças de várias maneiras, causando desconforto e sinais específicos.

Veja a seguir:

pediatra deve avaliar a dor do crescimento junto com o fisioterapeuta

Desconforto na região lombar e dorsal

As crianças que experimentam dor do crescimento, muitas vezes, queixam-se de desconforto na região lombar (parte inferior das costas) e dorsal (meio das costas).

A dor, geralmente, é descrita como uma sensação de aperto, latejamento ou dor difusa.

Dor noturna

A dor, muitas vezes, ocorre à noite, interferindo no sono da criança. As queixas de dor podem ser mais pronunciadas no final do dia, após um período de atividade física.

Dor bilateral

A dor do crescimento, geralmente, é bilateral, afetando ambos os lados da coluna vertebral.

Duração intermitente

A dor do crescimento tende a ser intermitente e não persistente. Pode haver períodos em que a criança se queixa de dor e outros em que ela está livre de desconforto.

Ausência de sintomas neurológicos

Diferentemente de problemas mais sérios na coluna, a dor do crescimento, geralmente, não está associada a sintomas neurológicos, como formigamento, fraqueza ou perda de controle motor.

Sensibilidade ao toque

A região afetada pode estar sensível ao toque, e a pressão sobre a coluna vertebral pode aumentar a sensação de desconforto.

Melhora com medidas simples

A aplicação de medidas simples, como massagem, calor local ou repouso, geralmente proporciona alívio temporário.

É fundamental ressaltar que, embora a dor do crescimento possa causar desconforto significativo, ela não está associada a danos permanentes à coluna vertebral.

No entanto, se a dor persistir, piorar ou estiver associada a outros sintomas preocupantes, é aconselhável buscar a avaliação de um profissional para descartar outras condições e receber orientação adequada.

Como administrar a dor do crescimento?

Gerenciar a dor do crescimento em crianças envolve uma abordagem multifacetada, integrando medidas de alívio dos sintomas e estratégias preventivas.

Aqui estão algumas sugestões que podem ajudar a minimizar o impacto da dor do crescimento na coluna das crianças:

alívio para dor de crescimento

Aplicação de calor

Compressas quentes ou bolsas de água quente aplicadas na área dolorida podem proporcionar alívio temporário, ajudando a relaxar os músculos.

Exercícios de alongamento:

Incentive a prática regular de exercícios de alongamento, especialmente aqueles que visam os músculos das costas e das pernas. Isso pode ajudar a manter a flexibilidade e reduzir a tensão muscular.

Atividade física regular

Incentive a criança a se envolver em atividades físicas regulares, como natação, que é gentil para a coluna e pode ajudar no desenvolvimento muscular.

Calçados adequados

Certifique-se de que a criança está usando calçados adequados e confortáveis, pois isso pode afetar a postura e a distribuição do peso.

Descanso adequado

Assegure que a criança tenha um bom sono, com um colchão confortável e um travesseiro adequado para apoiar a coluna.

Apoio emocional

Reconheça os desconfortos da criança e forneça apoio emocional. Às vezes, simplesmente entender e validar a dor pode ter um impacto positivo.

Consulta com especialista em coluna

Se a dor persistir, piorar ou estiver associada a outros sintomas preocupantes, é importante procurar a orientação de um profissional para descartar outras condições e obter aconselhamento específico.

Lembre-se de que cada criança é única, e o que funciona para uma pode não funcionar para outra. Portanto, é importante adaptar as estratégias de gerenciamento de acordo com as necessidades individuais e procurar orientação especializada quando necessário.

Tratamento conservador do ITC Vertebral para todos

Oferecemos um programa de fisioterapia completo para as mais diferentes patologias da coluna, como hérnia de disco, onde o objetivo é aliviar a dor, melhorar a mobilidade e restaurar o funcionamento normal das articulações para que você tenha mais qualidade de vida e não precise de cirurgia.

Os especialistas do ITC Vertebral utilizam abordagens que respeitam os sinais e sintomas do paciente para seguir com os critérios de tratamento mais adequados.

O tratamento pode envolver:

Osteopatia

Técnica de tratamento fisioterapêutico que se baseia no diagnóstico diferencial e tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo.

profissional de saúde examinando

Fisioterapia manual

O objetivo das técnicas manuais é devolver a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o movimento máximo e indolor do sistema musculoesquelético no equilíbrio postural.

dor nas costas pode descer para membros inferiores, como coxas, joelhos, panturrilhas

McKenzie

Técnica que encontra a preferência de movimento do paciente.

Ela analisa o quadro e ajuda a reconhecer os exercícios específicos que mais ajudam no alívio das dores.

Isso acontece com a participação ativa do paciente, que aprende comportamentos para o dia a dia.

consultório para avaliar pacientes com dor nas costas

Mesa de Tração

Quando indicada, possibilita uma descompressão com cargas controladas.

daniel david palmer

Mesa de Flexo-Descompressão

Possibilita que o fisioterapeuta tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo os movimentos de flexão, extensão, lateralização e rotação.

organização mundial de saúde

Técnicas de fortalecimento muscular

Elaboramos um programa de fortalecimento muscular específico para cada tipo de sintoma e diagnóstico.

fortalecer a musculatura, cada músculo

Gostou da leitura?

Compartilhe esse conteúdo com seus amigos!