Como dormir com dor nas costas?

29/nov Por Helder Montenegro Revisão 07/fev - 2022

Dormir com dor nas costas é sempre algo difícil! Em muitos casos, torna-se impossível encontrar uma posição adequada, para reduzir a sensação de dor. 

Assim, vamos falar sobre as principais causas de dores nas costas, como prevenir esse problema e como dormir com dor nas costas. Afinal, o sono é essencial para renovar nossas energias e descansar o corpo. Portanto, ele tem que ter qualidade e ser reparador. 

Vamos falar mais sobre esse assunto, confira! 

O que pode ser dor nas costas ao deitar?

mulher sentada na cama com as duas mãos na lombar

Dormir com dor nas costas pode ser o resultado de muitas causas diferentes.

Dores nas costas atingem um grande número de pessoas, tanto no mundo quanto no Brasil. Estudos mostram que a dor na região da coluna atinge ou já atingiu cerca de 50% da população mundial. 

Além disso, a dor nas costas é uma das principais causas de afastamento do trabalho pelo INSS no país. 

Agendar sua Avaliação

Dessa forma, saber o que pode causar dores nas costas é importante, pois dessa forma também pode-se buscar o tratamento mais adequado, para cada caso. 

Ao dormir, passamos horas na mesma posição. De fato, isso pode trazer benefícios ao corpo, como descanso e reparo, mas também pode trazer dores e musculatura contraída, dependendo da postura que se dorme. 

Assim, vamos falar sobre sentir dor nas costas ao deitar e sentir dor nas costas após acordar. 

Dor nas costas ao deitar – Causas

mulher sentada na cama com uma das mãos sobre a lombar ao dormir com dor nas costas

Dormir com dor nas costas ao deitar pode ter diversos motivos.

Uma das principais causas de dores nas costas está relacionada ao comportamento do ser humano no seu dia a dia, como: trabalhar em pé, elevar e transportar pesos, trabalhar com o tronco inclinado para frente etc. 

Com isso fica claro que o corpo necessita de descanso e de uma boa noite de sono para uma perfeita recuperação.

Podemos dividir a coluna vertebral em diferentes áreas: cervical, que é a região do pescoço, torácica, que é a região do peito e lombar, a região final da coluna. 

Dessas regiões, as duas regiões com maior mobilidade são a região cervical e a região lombar. E dentre elas, a região mais frequentemente acometida por dor é a região lombar, resultando no quadro de lombalgia. 

Lombalgia 

Quando um paciente sofre de lombalgia, ou seja, dor na região lombar, existem diversas causas que podem levar a esse quadro clínico. 

Sem dúvidas, a má postura nos afazeres cotidiano continua sendo a principal delas, mas existem outras causas também, tais como: 

  • Inflamações nas articulações (espondilite anquilosante, por exemplo); 
  • Artrite; 
  • Hérnia de disco; 
  • Trabalho repetitivo; 
  • Ergonomia inadequada. 
  • Uso excessivo do celular com a coluna fletida.

Assim, procurar um médico ou um fisioterapeuta especialista para o diagnóstico da causa da lombalgia é sempre a melhor opção. 

Dor na região cervical 

Cervicalgia é a dor na região cervical. Em muitas pessoas, a má postura (sempre ela!) provoca tensão muscular na região cervical. 

Aliás, é bem comum pessoas reclamarem que estão com a região do pescoço endurecida, por descarregarem as tensões nessa região, bem como permanecerem em posições inadequadas durante muito tempo. 

Além disso, atualmente, muitas pessoas ficam horas olhando para telas de celulares ou tablets. E em vez de levantarem o aparelho para a altura dos olhos, abaixam a cabeça, forçando a região cervical. 

O resultado? Dor na região cervical e dor de cabeça, causada pela má postura ao lidar com aparelhos eletrônicos. 

Hérnias de disco na região cervical também são frequentes, afinal, a região cervical é a segunda região que mais sofre impacto e também com grande mobilidade. 

Dessa forma, acaba se tornando uma região propícia para problemas de coluna. 

Qual é a melhor posição para dormir com dor nas costas? 

mulher dormindo de lado abraçada a um travesseiro de apoio

Dormir com dor nas costas pdoe ser evitada com a posição adequada, de lado.

Cada pessoa tem uma maneira particular para dormir. Alguns gostam de dormir deitado (a) de lado. Já outros preferem ficar deitados com a barriga para baixo (de bruços). 

Porém, a melhor posição para dormir é deitada de lado, com as pernas levemente flexionadas, preferencialmente com um travesseiro entre as pernas e a coluna alinhada. 

Um travesseiro não muito alto, nem muito baixo também é ideal para apoiar a cabeça e não forçar a região cervical. 

Para quem gosta de dormir de bruços, saiba que essa é a posição menos indicada por fisioterapeutas especialistas para dormir. Nela, a coluna não fica neutra e você forçará o pescoço, virando a cabeça para um dos lados. 

Portanto, se você só consegue dormir de bruços, procure mudar esse hábito, procurando outra posição mais indicada para sua coluna. 

Dormir de barriga para cima, com as costas apoiadas no colchão também pode levar à dor nas costas, principalmente se o travesseiro for alto.

A preferência de postura ou de movimento tem uma influência significativa na melhor postura para dormir.

Por isso é importante uma avaliação com um fisioterapeuta especialista para que ele indique a melhor posição para dormir.

Um colchão muito antigo e que esteja afundado ou o corpo do usuário moldado, poderá também provocar dores na coluna.  

Como evitar dor nas costas ao dormir? 

O ideal é buscar o diagnóstico adequado para quem já tem dor nas costas ao dormir. Toda dor que não desaparece em alguns dias é sinal do nosso organismo que algo não está adequado. 

Portanto, busque diagnóstico correto e faça o tratamento adequado, caso haja o diagnóstico de alguma lesão séria, por exemplo. 

Sempre opte pela prática regular de atividade física, preferencialmente atividades que não gerem grande impacto na coluna, se você já sofre de dores. 

Assim, corridas, caminhadas, musculação e Pilates sempre são bem indicadas. O sedentarismo é bastante nocivo para quem tem problemas de coluna. 

Além disso, outras dicas são bastante importantes para minimizar a dor. Veja quais são. 

1 – Procure ter um colchão bom e travesseiros adequados 

Se seu colchão já tem vários anos, considere a possibilidade de trocá-lo. O mesmo vale para travesseiros, que não devem ser muito altos, evitando tensão no pescoço. 

2 – Adeque sua postura para dormir 

Nada de se jogar na cama, dobrar a perna e ficar com a coluna toda torta! Mantenha a coluna alinhada com o quadril. 

Procure evitar a tensão no pescoço e use travesseiros entre as pernas, para auxiliar. 

3 – Faça mobilidade articular antes de dormir e ao acordar 

Quer deixar sua musculatura mais relaxada? Então, invista em movimentos fisiológicos, para relaxar a musculatura antes de se deitar. Ao acordar, faça como os gatos: espreguice-se bem e se movimente! 

4 – Consulte um fisioterapeuta especialista em caso de dores persistentes

Dores persistentes são sempre sinais de problemas. Veja se você não tem condições inflamatórias, discopatia degenerativa e hérnias de disco, que podem ser as causas das dores. 

Caso tenha, faça o tratamento indicado para melhora do quadro. 

5 – Invista na fisioterapia 

Ninguém precisa viver com dor! A fisioterapia existe para ajudar você a ter mais qualidade de vida e poder dormir, bem como acordar sem dor. 

O tratamento fisioterapêutico é individualizado e feito por um profissional que poderá indicar os melhores programas de reabilitação para que a dor nas costas ao dormir seja algo do passado.

Agendar sua Avaliação

Por Helder Montenegro Revisão 07/fev - 2022
Todo o conteúdo deste website é produzido e de reponsabilidade da equipe que compõe o ITC Vertebral.