ITC Vertebral

Blog ITC

Edema dos Ligamentos Interespinhosos

O edema dos ligamentos interespinhosos é uma condição que ocorre quando os ligamentos interespinhosos, que se encontram entre os processos espinhosos de vértebras adjacentes na coluna vertebral, ficam inchados e inflamados. Essa condição pode causar dor e afetar a mobilidade, dependendo de sua gravidade. Hoje você vai descobrir mais sobre essa condição e sobre os ligamentos interespinhosos.

O que são ligamentos interespinhosos?

Os ligamentos interespinhosos são bandas finas de tecido fibroso flexível que ligam os processos espinhosos das vértebras adjacentes na coluna vertebral. Esses ligamentos são importantes para estabilizar e suportar a estrutura da coluna vertebral, assim como para ajudar a manter uma postura adequada enquanto em pé ou sentado. Eles também contribuem para a flexibilidade da coluna vertebral, permitindo que ela se mova e se torça conforme necessário.

 

esquema do edema dos ligamentos interespinhosos

Os ligamentos interespinhosos consistem principalmente de colágeno e elastina, que é uma proteína que lhes confere elasticidade e lhes permite alongar-se com o movimento. Além disso, eles contêm vários pequenos nervos e vasos sanguíneos que ajudam a sustentar sua função. Quanto mais grosso for o ligamento, maior estabilidade ele proporciona. À medida que envelhecemos, esses ligamentos começam a perder sua elasticidade e se tornam menos eficazes para dar apoio a nossa coluna vertebral, o que pode levar a dores crônicas nas costas ou outros problemas, como doenças degenerativas do disco.

idoso com edema dos ligamentos interespinhosos

Lesões ou traumas causados por acidentes ou esportes também podem causar danos a esses ligamentos, levando à inflamação conhecida como edema dos ligamentos interespinhosos.

Quais são as causas do edema dos ligamentos interespinhosos?

A principal causa do edema dos ligamentos interespinhosos é o uso excessivo ou traumas na área, mas, as vezes, pode estar relacionada a outras condições médicas, tais como artrite ou doença degenerativa do disco.

Quando se trata de uso excessivo ou de causas relacionadas com trauma no interespinhoso, atividades como movimentos repetitivos podem ser as possíveis causadoras do surgimento do edema . São elas: postura incorreta enquanto sentado ou de pé por longos períodos de tempo, levantamento de pesos pesados em posturas inadequadas, esportes de contato ou atividades físicas que envolvam mudanças bruscas de direção.

 

corredor com edema dos ligamentos interespinhosos

Lesões sofridas por quedas ou acidentes de carro também podem causar danos a esses ligamentos.

Em alguns casos, as condições médicas subjacentes podem contribuir para o inchaço dos ligamentos interespinhosos. Pessoas com osteoartrose e doença degenerativa do disco geralmente experimentam desgaste nas articulações espinhais, o que pode enfraquecer as estruturas circundantes. Os esporões ósseos e as hérnias discais também podem exercer mais pressão sobre essas delicadas estruturas, fazendo com que elas fiquem inchadas e dolorosas. Além disso, pessoas que sofrem de doenças autoimunes, como o lúpus, podem sofrer um aumento da inflamação em todo o corpo – inclusive na coluna vertebral – resultando em um edema interespinhoso.

Como é o diagnóstico do edema dos ligamentos interespinhosos?

Edema ligamentar interespinhoso pode ser diagnosticado através de uma variedade de métodos, dependendo da gravidade e da(s) causa(s) subjacente(s). Imagens diagnósticas, tais como um raio X ou ressonância magnética (RM), podem fornecer uma visão detalhada da coluna vertebral e ajudar a identificar áreas onde o inchaço pode estar presente. Se qualquer doença degenerativa do disco for suspeita, uma tomografia computadorizada (TC) também pode ser recomendada. Em alguns casos, testes laboratoriais como testes de sangue ou urina podem ser usados para verificar sinais de doenças autoimunes subjacentes que poderiam estar causando o edema.

Além de estudos de imagem e testes laboratoriais, o exame físico com um fisioterapeuta também é importante no diagnóstico de edema ligamentar interespinhoso. Um exame completo da coluna vertebral deve incluir a avaliação da amplitude de movimento, flexibilidade e qualquer rigidez em certas áreas. Também é importante determinar quando os sintomas começaram a ocorrer e quais atividades ou movimentos podem tê-los causado – isso pode ajudar seu fisioterapeuta a identificar quaisquer potenciais desencadeadores que possam estar contribuindo para a condição.

 

fisioterapeuta fazendo avaliação de edema dos ligamentos interespinhosos

Como é o tratamento do edema dos ligamentos interespinhosos?

O tratamento do edema ligamentar interespinhoso geralmente depende da causa subjacente e da gravidade da condição. Opções comuns podem incluir exercícios de fisioterapia, medicamentos tais como anti-inflamatórios ou relaxantes musculares, injeções de corticosteróides, e em alguns casos, cirurgia.

A fisioterapia é frequentemente recomendada para ajudar a fortalecer os músculos ao redor da coluna vertebral, a fim de reduzir qualquer dor ou desconforto causado pelo edema. Os exercícios podem incluir alongamento, atividades de amplitude de movimentos, condicionamento aeróbico, e fortalecimento do core. Seu fisioterapeuta personalizará um programa que funciona melhor para você e pode também fornecer estratégias para manter uma boa postura enquanto realiza atividades diárias, como sentar ou ficar de pé.

Tratamento conservador do ITC Vertebral

O ITC Vertebral é uma clínica especializada em dores e lesões em toda a coluna vertebral. Oferecemos um programa de fisioterapia completo, onde o objetivo é aliviar a dor, melhorar a mobilidade e restaurar o funcionamento normal das articulações.

O ITC Vertebral oferece um ambiente seguro e acolhedor, onde os pacientes se sentem à vontade para tratar qualquer problema na coluna. A partir do diagnóstico feito, o primeiro passo para o tratamento é sempre o conservador, ou seja, tratamos sem cirurgia.

A cirurgia é feita somente na minoria dos casos, e apenas se o tratamento conservador não apresentar resultados.

O ITC Vertebral utiliza abordagens que respeitam os sinais e sintomas do paciente para seguir com os critérios de tratamento.

O tratamento a longo prazo pode envolver:

  • Osteopatia – técnica de tratamento fisioterapêutico que se baseia no diagnóstico diferencial e tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo.

fisioterapeuta executando osteoparia

  • Fisioterapia manual – O objetivo das técnicas manuais é devolver a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o movimento máximo e indolor do sistema musculoesquelético no equilíbrio postural.

fisioterapeuta executando motivmentos de fisioterapia manual

  • McKenzie- Técnica que encontra a preferência de movimento do paciente. Ela analisa o quadro e ajuda a reconhecer os exercícios específicos que mais ajudam no alívio das dores. Isso acontece com a participação ativa do paciente, que aprende comportamentos para o dia a dia.

fisioterapeuta executando técnica McKenzie

  • Mesa de Tração – quando indicada, possibilita uma descompressão com cargas controladas.

paciente em mesa de tração

  • Mesa de Flexo-Descompressão – possibilita que o fisioterapeuta tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo os movimentos de flexão, extensão, lateralização e rotação.

paciente em mesa de flexo-descompressão

  • Técnicas de fortalecimento muscular – Elaboramos um programa de fortalecimento muscular específico para cada tipo de sintoma e diagnóstico.

fisioterapeuta indicando técnicas de fortalecimento muscular

Nós oferecemos a você uma recuperação completa e segura, com tecnologia avançada para você alcançar mais qualidade de vida.

Sobre o autor