ITC Vertebral

Blog ITC

Quem Tem Hérnia De Disco Pode Correr? 

Uma dúvida frequente para muitos corredores ou mesmo quem ainda não pratica a corrida de rua, mas pretende começar é essa: quem tem hérnia de disco pode correr?

ilustração de uma hérnia de disco

Vamos falar um pouco mais sobre o que é hérnia de disco e porque ela pode ser uma preocupação para você que corre ou que pretende iniciar na vida de praticante de corrida.

Confira tudo!

O que é Hérnia de Disco?

Antes de responder se quem tem hérnia de disco pode correr, vamos falar sobre algumas características da condição.

A hérnia de disco é uma patologia que afeta a coluna vertebral. Entre cada vértebra da coluna, separando-as, existe um disco, que serve para amortecer os impactos que a coluna sofre.

Com o passar da idade, esse disco pode perder flexibilidade progressivamente. Dados mostram que 60% da população com até 50 anos de idade apresentam protrusão discal (desgaste inicial). Essa porcentagem sobe para cerca de 84% na população até 80 anos de idade. Portanto, com o envelhecimento, aumenta bastante a chance de termos alguma patologia na região da coluna, o que não significa que a dor possa ser devido a esse envelhecimento.

Se não houver tratamento ou melhora nas condições diárias do indivíduo, como fortalecimento da região, perda de peso, dentre outros fatores, a tendência da protrusão discal é evoluir para a chamada hérnia de disco, quando há rompimento do anel fibroso.

A hérnia de disco pode trazer dor ao paciente, causando compressão nas terminações nervosas localizadas na região da coluna. Os dois locais da coluna vertebral nos quais mais ocorrem hérnias de disco são a região cervical e região lombar.

Sintomas de Hérnia de Disco

mulher com dor na lombar

Os principais sintomas de hérnia de disco são dores localizadas, na região da coluna onde está concentrada a hérnia de disco.

Essa dor pode se espalhar para membros superiores ou inferiores, com sensação de formigamento ou dormência. Isso acontece quando as terminações nervosas que vão em direção a algum membro superior ou inferior são acometidas pela hérnia de disco.

Outro sintoma é a fraqueza muscular que pode estar associada.

Causas da Hérnia de Disco

Dentre as principais causas da hérnia de disco, podemos destacar:

· Envelhecimento;

· Atividades que resultam maior impacto na coluna, de forma frequente;

· Falta de fortalecimento muscular;

· Sobrepeso;

· Sedentarismo.

Todos esses fatores, quando associados, aumentam muito o risco de um indivíduo ter a presença de hérnias de disco na coluna vertebral.

Diagnóstico de Hérnia de Disco

O diagnóstico de hérnia de disco é, geralmente, feito quando um indivíduo apresenta algum quadro agudo de dor e, então, procura um especialista, que pode ser um fisioterapeuta.

É possível diagnosticar a condição através de testes físicos específicos na sala do fisioterapeuta junto com a análise de exames de imagem como raio-X ou ressonância, quando necessário.

Quem tem Hérnia de Disco pode correr?

mulher e homem correndo

Vários estudos mostram que corredores ou outros praticantes de esportes têm a saúde da coluna vertebral melhor do que pessoas sedentárias, ou seja, você pode correr sem problemas, mas deve realizar esse processo gradativamente e com acompanhamento de um profissional especializado para evitar problemas.

Se a hérnia de disco já resultou em episódios de dor, é necessário o tratamento adequado para que o caso não evolua, a fim de que não haja mais episódios de dor e para que seja realizado todo um trabalho de fortalecimento na musculatura da região.

O sedentarismo é causa de piora do quadro de hérnia de disco. Portanto, quem tem uma hérnia de disco e acredita que não pode mais praticar atividade física, com medo que a condição se agrave, saiba que o sedentarismo fará o quadro piorar sensivelmente.

Como tratar a Hérnia de Disco?

Geralmente, o tratamento mais indicado para tratar uma hérnia de disco é o não invasivo. O tratamento conservador apresenta bons resultados e deve ser sempre a primeira opção considerada.

A Fisioterapia especializada tem um papel fundamental, pois graças a ela são realizados procedimentos para diminuir a dor, promover o fortalecimento da musculatura e prevenir futuros episódios álgicos.

O tratamento cirúrgico para hérnia de disco é somente indicado quando o tratamento conservador não surtiu efeito ou quando a progressiva evolução da condição pode provocar riscos graves.

Cuidados na corrida para quem tem Hérnia de Disco

Quem tem hérnia de disco pode correr sim, mas precisa ser acompanhado por um especialista.

A primeira coisa é buscar um fisioterapeuta que esteja acostumado a tratar quem pratica esportes. Desde a crise de dor, sessões de fisioterapia serão normalmente indicadas.

No caso específico da corrida, os treinamentos devem evoluir aos poucos, ou seja, a carga e o volume dos treinos devem subir lentamente, para que todo o sistema musculoesquelético se adapte à rotina de treinos.

Portanto, os treinamentos de corrida devem ser sempre orientados por um profissional da área, que saberá balancear o volume e a intensidade de cada treino, de forma lenta e progressiva.

Outro cuidado é sempre prestar atenção ao seu corpo, respeitando seus limites. É importante ouvir o que o seu corpo está tentando dizer.

homem feliz correndo na estrada

Após crises de dor, pode-se voltar a treinar em esteira, sempre intercalando corrida e caminhada, até que o treino de corrida possa fluir bem somente com a corrida.

Exercícios de fortalecimento, devem sempre estar presentes, pois a musculatura bem fortalecida evita consideravelmente episódios de dor.

Tendo acompanhamento especializado, com treinamentos programados, corretamente propostos por profissionais da área, com evolução lenta e gradual, associado a um programa fisioterapêutico de fortalecimento, quem tem hérnia de disco não precisará largar a corrida.

Tratamento conservador do ITC Vertebral

Oferecemos um programa de fisioterapia completo para as mais diferentes patologias da coluna, onde o objetivo é aliviar a dor, melhorar a mobilidade e restaurar o funcionamento normal das articulações para que você tenha mais qualidade de vida.

Os especialistas do ITC Vertebral utilizam abordagens que respeitam os sinais e sintomas do paciente para seguir com os critérios de tratamento mais adequado.

O tratamento pode envolver:

Osteopatia

Técnica de tratamento fisioterapêutico que se baseia no diagnóstico diferencial e tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo.

fisioterapeuta fazendo Osteopatia no paciente

Fisioterapia manual

O objetivo das técnicas manuais é devolver a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o movimento máximo e indolor do sistema musculoesquelético no equilíbrio postural.

fisioterapeuta fazendo Fisioterapia manual no paciente

McKenzie

Técnica que encontra a preferência de movimento do paciente.

Ela analisa o quadro e ajuda a reconhecer os exercícios específicos que mais ajudam no alívio das dores.

Isso acontece com a participação ativa do paciente, que aprende comportamentos para o dia a dia.

fisioterapeuta fazendo técnica McKenzie em paciente

Mesa de Tração

Quando indicada, possibilita uma descompressão com cargas controladas.

fisioterapeuta e paciente usando a mesa de tração

Mesa de Flexo-Descompressão

Possibilita que o fisioterapeuta tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo os movimentos de flexão, extensão, lateralização e rotação.

paciente usando Mesa de Flexo-Descompressão

Técnicas de fortalecimento muscular

Elaboramos um programa de fortalecimento muscular específico para cada tipo de sintoma e diagnóstico.

paciente fazendo Técnicas de fortalecimento muscular

Esta informação foi útil?
Compartilhe com quem também pode se interessar.

Sobre o autor