ITC Vertebral

Blog ITC

TENS: o que é, para que serve, como utilizar, funciona mesmo?

A Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) é uma técnica terapêutica que utiliza correntes elétricas de baixa intensidade para aliviar a dor.

foto de TENS fisioterapia

Neste artigo, você vai entender tudo sobre TENS, as aplicações desse método, seus benefícios e outras facetas relevantes.

Acompanhe!

O que é TENS?

foto de TENS fisioterapia

A TENS é uma forma de terapia analgésica que envolve a aplicação de corrente elétrica através da pele, utilizando eletrodos posicionados estrategicamente.

Essa corrente elétrica tem como objetivo modular a atividade nervosa, interferindo na transmissão dos sinais de dor ao longo das vias nervosas.

A técnica se baseia no princípio de controle da dor por meio da ativação de fibras nervosas específicas, promovendo a liberação de neurotransmissores analgésicos naturais.

Como se utiliza TENS?

foto de TENS fisioterapia

Os dispositivos de TENS, geralmente, consistem em um gerador de corrente elétrica e eletrodos que são aplicados na pele sobre a área dolorosa.

Existem diferentes modos de estimulação, como a TENS convencional de alta frequência, que estimula fibras nervosas de condução rápida, e a TENS de baixa frequência, que direciona fibras nervosas de condução lenta.

A intensidade e a duração da terapia são ajustadas de acordo com a necessidade do paciente e a condição tratada.

Quando a TENS pode ser utilizada?

foto de TENS fisioterapia

A TENS é, frequentemente, utilizada no tratamento de diversas condições dolorosas, como dores musculares, artrite, neuropatia periférica, dores lombares e até mesmo em certas condições agudas, como pós-operatório.

Ela pode ser incorporada como parte de um plano de tratamento para proporcionar alívio da dor em diversas situações.

Embora seja uma ferramenta valiosa no tratamento da dor, a TENS não é uma abordagem universalmente aplicável. Há considerações importantes a serem observadas quanto às condições específicas em que a TENS é adequada e situações em que sua aplicação pode ser desnecessária ou até mesmo contraproducente.

Necessidade de Dor para Eficácia:

A TENS é projetada para aliviar a dor, e sua eficácia é mais pronunciada quando há uma sensação de desconforto.

Em situações onde o paciente não experimenta dor significativa, a aplicação da TENS pode não proporcionar benefícios tangíveis.

Portanto, a terapia deve ser reservada para casos em que a dor é uma preocupação primária.

Avaliação Individualizada:

Cada paciente responde de maneira única à TENS, e a eficácia pode variar de pessoa para pessoa.

É essencial realizar uma avaliação individualizada antes de prescrever a TENS, considerando fatores como a natureza da dor, a condição clínica geral do paciente e suas preferências.

Contraindicações Específicas:

Existem condições em que a aplicação da TENS é desaconselhada.

Por exemplo, em áreas com feridas abertas, irritações cutâneas significativas ou em pacientes com marca-passo cardíaco, a TENS pode representar um risco.

TENS como Parte de um Plano de Tratamento:

A TENS não deve ser considerada como uma solução isolada, mas sim como parte integrante de um plano de tratamento mais amplo.

Ela pode ser combinada com outras modalidades terapêuticas para otimizar os resultados, especialmente em casos de dor crônica ou condições complexas.

Principais Benefícios da TENS

foto de TENS fisioterapia

1. Alívio da Dor Sem Medicamentos:

A TENS oferece uma abordagem não farmacológica para o alívio da dor, reduzindo a necessidade de medicamentos analgésicos.

2. Melhoria da Qualidade de Vida:

Ao proporcionar alívio da dor, a TENS pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes, permitindo-lhes realizar atividades diárias com mais conforto.

3. Minimização de Efeitos Colaterais:

Comparada a alguns tratamentos farmacológicos, a TENS geralmente é bem tolerada e possui poucos efeitos colaterais.

4. Aplicação Versátil:

A técnica pode ser aplicada em uma variedade de condições dolorosas, tornando-se uma opção versátil no arsenal terapêutico.

Efeitos fisiológicos provocados pela TENS

foto de TENS fisioterapia

1. Analgesia:

   – A principal resposta fisiológica da TENS é a analgesia, que se manifesta por meio da modulação da percepção da dor.

A TENS atua no princípio da “Teoria do Controle do Portão”, onde a estimulação das fibras nervosas de condução rápida bloqueia a transmissão de sinais de dor pelas fibras de condução lenta na medula espinhal.

Além disso, a TENS promove a liberação de endorfinas, neurotransmissores naturais com propriedades analgésicas, proporcionando alívio da dor.

Fisioterapia não é só “choquinho”

foto de TENS fisioterapia

Embora a TENS seja uma técnica valiosa, ela representa apenas uma pequena parte do espectro de recursos disponíveis na prática fisioterapêutica.

O sucesso de um tratamento fisioterapêutico não se resume à aplicação de uma única técnica, como a TENS. Ele se baseia em uma avaliação clínica completa, na compreensão das necessidades específicas de cada paciente e na formulação de um plano de tratamento personalizado.

Esse plano pode incorporar uma variedade de abordagens, desde exercícios terapêuticos e fortalecimento muscular até técnicas de terapia manual, como mobilizações articulares.

A conscientização do paciente desempenha um papel igualmente indispensável, fornecendo informações sobre sua condição, promovendo a compreensão dos fatores contribuintes do quadro de dor e instruindo em exercícios que podem ser realizados fora do ambiente clínico para promover a melhoria contínua.

Além disso, a Fisioterapia adota frequentemente uma abordagem multidisciplinar, colaborando com outros profissionais de saúde para garantir uma visão abrangente e integrada do tratamento.

É importante destacar que a TENS, embora eficaz em muitos casos, é apenas uma ferramenta entre muitas disponíveis para os fisioterapeutas.

O sucesso do tratamento reside na aplicação criteriosa e integrada de uma variedade de recursos terapêuticos para atender às necessidades únicas de cada indivíduo, proporcionando uma abordagem abrangente.

Considerações finais importantes

foto de TENS fisioterapia

1. A eficácia da TENS pode variar de pessoa para pessoa, sendo necessária uma abordagem personalizada.

2. É fundamental que a TENS seja administrada sob a supervisão de profissionais de saúde qualificados para garantir sua segurança e eficácia.

3. A TENS pode não ser apropriada para todos os tipos de dor, e existem contraindicações em certas condições médicas.

Portanto, uma avaliação detalhada é essencial antes do início do tratamento.

Veja o que o ITC Vertebral oferece a você!

consultas no ITC crescem a cada ano

Oferecemos um programa de fisioterapia completo para as mais diferentes patologias da coluna, como hérnia de disco e dor ciática, onde o objetivo é aliviar a dor, melhorar a mobilidade e restaurar o funcionamento normal das articulações para que você tenha mais qualidade de vida e não precise de cirurgia.

Os especialistas do ITC Vertebral utilizam abordagens que respeitam os sinais e sintomas do paciente para seguir com os critérios de tratamento mais adequados.

O tratamento pode envolver:

Osteopatia

Técnica de tratamento fisioterapêutico que se baseia no diagnóstico diferencial e tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo.

dr examinando

Fisioterapia manual

O objetivo das técnicas manuais é devolver a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o movimento máximo e indolor do sistema musculoesquelético no equilíbrio postural.

estilo de vida mais saudável

McKenzie

Técnica que encontra a preferência de movimento do paciente.

Ela analisa o quadro e ajuda a reconhecer os exercícios específicos que mais ajudam no alívio das dores.

Isso acontece com a participação ativa do paciente, que aprende comportamentos para o dia a dia.

consultório para avaliar pacientes com dor nas costas

Mesa de Tração

Quando indicada, possibilita uma descompressão com cargas controladas.

rio de janeiro médico

Mesa de Flexo-Descompressão

Possibilita que o fisioterapeuta tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo os movimentos de flexão, extensão, lateralização e rotação.

orientação médica

Técnicas de fortalecimento muscular

Elaboramos um programa de fortalecimento muscular específico para cada tipo de sintoma e diagnóstico.

exercícios físicos

Gostou da leitura?

Compartilhe esse conteúdo com seus amigos!