O que é Cifoplastia?

02/ago Por Helder Montenegro Revisão 25/jul - 2022

Você já ouviu o termo cifoplastia? Se trata de um procedimento cirúrgico que é utilizado para tratar fraturas de compressão da coluna vertebral. Esta fratura pode causar dor e muito incômodo para quem sofre com ela.

A cifoplastia é um procedimento minimamente invasivo que é realizado sob anestesia geral.

Neste artigo, discutiremos o que é a citoplastia, suas causas e como a fisioterapia especializada pode ajudar no tratamento pós cirúrgico para esta condição.

Afinal, como é feita a cifoplastia?

Se trata de um cimento colocado no ângulo cifótico para o restabelecer na sua posição normal. Uma cifoplastia é um procedimento percutâneo, o que significa que apenas são feitas pequenas incisões para inserir os instrumentos necessários.

Agendar sua Avaliação

O procedimento é normalmente concluído dentro de uma hora, e o paciente poderá ir para casa no mesmo dia da sua cirurgia.

O procedimento de cifoplastia pode ser dividido em três passos principais: inserção de uma agulha na vertebral coluna, colocação de um balão na fratura por compressão, e finalmente, a injeção de cimento ósseo na cavidade criada pelo balão.

Além do procedimento ser utilizado para tratar fraturas por compressão que resultam da osteoporose, ela também pode ser usada para tratar outras causas de fraturas por compressão, como traumas.

O procedimento de cifoplastia pode ser um tratamento eficaz para o alívio da dor e restauração da função da articulação.

Principais motivos que levam a cifoplastia

A razão mais comum para dar início ao procedimento da cifoplastia é a osteoporose. Esta é uma condição que faz com que os ossos fiquem enfraquecidos e quebradiços.

Outras causas incluem:

  • Trauma;
  • Cancro;
  • Distúrbios metabólicos.

Outra causa que leva a cifoplastia é a cifose, uma curvatura excessiva da coluna vertebral. Isto pode ser causado pela doença de Scheuermann, que é uma condição que afeta crianças e adolescentes.

Sintomas

O sintoma mais comum que pode levar à cifoplastia é a dor nas costas. Esta pode variar de leve a grave, dependendo do indivíduo. Outros sintomas incluem:

  • Rigidez;
  • Espasmos musculares.

Estes sintomas podem ser causados pelo ângulo cifótico, que é o resultado da fratura por compressão. O ângulo cifótico exerce pressão sobre a medula espinhal e os nervos, o que pode levar à dor.

  • Espasmos musculares;
  • Dor radicular (dor que irradia pelas pernas abaixo);
  • Perda de altura.

Grupos de risco

Existem certos grupos de risco para a cifoplastia que precisam ser consideradas antes de se avançar com o procedimento. Estes incluem pacientes com:

  • Osteoporose;
  • Cifose;
  • Cancro;
  • Distúrbios metabólicos;
  • Pacientes que já tenham sido submetidos a cirurgia anterior à coluna vertebral.

Como é feito o diagnostico?

O procedimento de cifoplastia é geralmente recomendado após uma avaliação minuciosa por um médico ou fisioterapeuta. Isto pode incluir:

  • Um exame físico;
  • Testes de imagem, como raios X, TAC, ou MRIs;
  • Testes de densidade óssea.

Após o diagnóstico ter sido feito, o médico determinará se a cifoplastia é necessaria.

Procedimento para a cifoplastia

O procedimento de cifoplastia é normalmente realizado como um procedimento ambulatorial, o que significa que o paciente pode ir para casa no mesmo dia.

Após o procedimento de cifoplastia, é importante ter fisioterapia especializada para ajudar no processo de recuperação. A fisioterapia pode ajudar a melhorar a amplitude de movimento, flexibilidade, e força.

Fisioterapia do ITC Vertebral

É um centro de tratamento que oferece fisioterapia especializada para pacientes com cifoplastia, além de outras patologias na coluna.

O ITC Vertebral investiu incansavelmente em pesquisas para trazer o melhor conceito de tratamento conservador para pacientes com patologias e lesões referentes a coluna vertebral.

O atendimento não é padrão, portanto, as manifestações dolorosas para cada paciente recebem um tratamento especifico, podendo envolver:

  • Osteopatia – técnica de tratamento fisioterapêutico baseado no diagnostico diferencial, com ênfase na integridade estrutural e funcional do corpo;
  • Fisioterapia manual – conjunto de técnicas que devolvem a funcionalidade e a biomecânica das estruturas sem causar danos ao paciente, restaurando o máximo do movimento do sistema musculoesquelético de forma indolor;

  • Mesa de tração – Quando indicada, possibilita a descompressão de cargas controladas;

  • Mesa de flexão e exercício direcional – Quando indicado, possibilita que o fisioterapeuta tenha controle sobre a mobilidade da coluna vertebral, permitindo flexão, extensão, látero-flexão e rotação.

A cifoplastia cura?

O procedimento de cifoplastia é considerado como uma cura permanente para as fraturas por compressão. No entanto, a cifoplastia, como qualquer outro procedimento cirúrgico, tem os seus riscos e potenciais complicações.

É considerado um tratamento seguro e eficaz para as fraturas por compressão. Contudo, como em qualquer procedimento cirúrgico, existem riscos e complicações potenciais que precisam de ser considerados, como:

  • Infecção;
  • Hemorragia;
  • Danos nos nervos

Conclusão

É importante discutir os riscos e benefícios do procedimento com o seu fisioterapeuta ou médico antes de se submeter a uma cifoplastia.

Se estiver considerando a cifoplastia, contate uma de nossas clinicas para agendar uma avaliação com um dos nossos especialistas em coluna vertebral.

A nossa equipe de especialistas está aqui para ajudar você em cada passo do caminho para a sua recuperação completa.

Obrigada pela leitura!

Agendar sua Avaliação

Por Helder Montenegro Revisão 25/jul - 2022
Todo o conteúdo deste website é produzido e de reponsabilidade da equipe que compõe o ITC Vertebral.