23/04/19 22:40 Estabilidade Vertebral ITC Vertebral Estabilidade Vertebral

Estabilidade Vertebral

A estabilidade vertebral decorre de três sistemas: passivo (vértebras, discos intervertebrais, articulações e ligamentos), ativo (músculos e tendões) e neural (sistema nervoso central e sistema nervoso periférico, que deve ativar os músculos corretos no tempo certo durante o movimento). A disfunção de qualquer um desses sistemas pode exigir mecanismos compensatórios ou de adaptação para manter a performance e prevenir lesões ou, em contrapartida, levar a déficits na performance e/ou lesão do tecido da coluna vertebral.

estabilidade-vertebralA diminuição na capacidade de estabilizar os sistemas da coluna para manter as zonas neutras dentro de limites fisiológicos é chamada de instabilidade vertebral. A instabilidade vertebral pode ser causada por degeneração discal, pós-operatório de fusão vertebral, pós-operatório de retirada do disco intervertebral ou descompressão extensiva e história de trauma ou dor lombar recorrente. A degeneração do disco intervertebral faz com que este perca a capacidade de se manter hidratado (comparado a discos normais) e, quando há descarga de peso, eles perdem altura e fluido mais rapidamente; assim, tendem a abaular.

A diminuição da altura também pode afetar outras estruturas. Ela reduz as forças tensionais no ligamento amarelo e pode causar remodelação e espessamento. Com a consequente perda de elasticidade, o ligamento tende a abaular para dentro do canal vertebral, gerando uma estenose do canal vertebral – um problema crescente entre os idosos. Esta diminuição da altura discal faz também com que as facetas articulares se desloquem, alterando seu alinhamento normal. O deslizamento normal das facetas articulares gera carga excessiva sobre estas articulações induzindo ao crescimento de osteófitos (bicos de papagaio).

Pelos fatores já citados, acredita-se que a instabilidade vertebral é um possível mecanismo causador da dor lombar e ciatalgia (dor ciática). Pessoas com dor lombar podem apresentar diminuição na amplitude de movimento durante a flexão e extensão do tronco ou não, mas sabe-se que os portadores de dor apresentam um padrão de movimento diferente. Este padrão alterado pode ser atribuído a alterações nas respostas musculares durante posturas dinâmicas. O tratamento para as instabilidades da coluna vertebral é baseado em exercícios específicos que atuem diretamente no alívio da dor por meio do aumento da estabilidade do segmento vertebral.