Dor Nas Costas Ao Acordar 

28/jun Por Helder Montenegro Revisão 28/jun - 2021

Uma das grandes reclamações das pessoas é a dor nas costas ao acordar. O problema afeta, sobretudo, pessoas com mais de 40 anos, mas recentemente, em função da pandemia, essa reclamação também tem sido feita por indivíduos mais jovens. 

Agendar sua Avaliação

Mas, por que será que as costas doem ao acordar? Por que esse problema é tão frequente? E quais são as formas de prevenção para isso? É sobre isso que falaremos, confira! 

É normal dor nas costas ao acordar?

mulher sentada na cama com dor nas costas ao acordar

Dor nas costas ao acordar nem sempre é motivo de preocupação.

Nem sempre dor nas costas ao acordar significa presença de alguma doença ou algo preocupante. Mas, se a dor é persistente e frequente, deve ligar o sinal de alerta. 

A dor nas costas ao acordar é bastante comum, dado que passamos até um terço da vida dormindo. E nem sempre adotamos posições adequadas durante o sono ou ainda, vamos dormir em um colchão adequado. 

Dentre as áreas das costas mais comuns a sofrerem com dor, a região lombar é a mais afetada, seguida da região cervical. 

Agendar sua Avaliação

Coincidentemente, tanto a região lombar quanto a cervical são as áreas da coluna que mais permitem mobilidade e, por isso, sofrem os maiores impactos durante a movimentação. 

Quais são as principais causas de dor nas costas ao acordar? 

mulher sentada na cama com dor nas costas ao acordar

A dor nas costas ao acordar pode ser casuada por vários motivos diferentes.

Existem vários fatores que podem causar e contribuir para dores nas costas ao acordar. É importante saber que, muitas vezes, os fatores podem, em conjunto, piorar ainda mais a situação. 

A dor nas costas ao acordar acontece, muitas vezes, porque a musculatura da coluna não possui apoio adequado, ou ainda, pela contração inadequada ou alguma patologia, como hérnia de disco, por exemplo, há pinçamento de alguma terminação nervosa. 

Assim, o paciente acorda com dores nas costas. 

1 – Colchão inadequado 

Você sabia que colchões têm prazo de validade? Há quanto tempo você não troca o seu colchão? 

Muitas pessoas possuem o mesmo colchão há vários anos e não percebem que ele já não possui a mesma elasticidade, nem o contorno adequado. 

Com isso, o apoio na região da coluna não será adequado, o que resulta em musculatura contraída durante várias horas, traduzindo-se em dores na coluna. 

Existem muitos colchões presentes no mercado e, além do preço, é importante saber quais são suas principais características. 

Em resumo, colchões extremamente macios não são adequados, uma vez que não oferecem alinhamento correto da coluna, literalmente afundando o corpo, o que desalinha a coluna. 

É possível escolher entre colchões de látex, espuma, viscoelástico, de molas ensacadas, molas entrelaçadas, ou o chamado colchão ortopédico, esse último mais firme. 

Há também outras opções no mercado, como os chamados colchões magnéticos, que apresentam preço mais elevado. 

Para escolher um colchão adequado, preste atenção nesse detalhe: pessoas mais pesadas necessitam de um colchão mais firme. Assim, atente-se à densidade do produto. 

Por último, lembre-se do prazo de validade do colchão – 3 anos de colchões de espuma, 5 anos dos colchões de molas e 10 anos no caso dos viscoelásticos. Mas essa é uma duração média, portanto, pode ser necessária a troca antes desse prazo. 

2 – Posição para dormir 

Todo mundo tem uma posição favorita para dormir. Mas será que essa posição não traz dor nas costas ao acordar? 

Mais uma vez, é importante considerar o alinhamento e suporte da coluna durante o sono. Dessa forma, a posição lateral é considerada ideal, podendo inclusive ser colocado um travesseiro entre as pernas.

Nessa posição, é importante manter o quadril alinhado com a coluna, para que tensões sejam evitadas. 

Para quem gosta de dormir de costas ou de bruços, é importante deixar as pernas esticadas. No caso da postura de bruços, muitas vezes, a cabeça virada para um dos lados faz com que a coluna seja torcida (para um lado ou para outro), o que pode trazer dores. 

Você também pode optar por colocar um travesseiro sob os joelhos, caso prefira dormir de costas, para deixar a coluna em uma posição mais adequada. 

3 – Escolha do travesseiro 

O travesseiro também pode ser um item causador de dores nas costas ao acordar. 

Isso porque o travesseiro serve para manter o desenho natural da região cervical, mantendo o alinhamento da cabeça. 

Portanto, travesseiros muito altos fazem com que a musculatura da região cervical fique muito contraída, elevando a cabeça mais do que o necessário. 

4 – Patologias da coluna 

Existem algumas patologias que causam dores na região das costas. A mais comum é a hérnia de disco, uma patologia causada pelo deslocamento ou desidratação do disco intervertebral. 

O disco intervertebral faz com que os impactos sofridos pela coluna sejam amortecidos. Quando o disco apresenta problemas, as vértebras ficam desalinhadas, sofrendo com os impactos. 

Assim, terminações nervosas da coluna são afetadas, o que resulta em dor. 

É importante que, caso as dores na coluna sejam frequentes, que haja um diagnóstico correto, do que pode ser o problema. 

Outra condição bastante comum é a espondilite, o que pode deixar a coluna bem menos flexível e isso resulta em dor. 

Em casos assim, é essencial buscar diagnóstico adequado de um especialista. 

5 – Falta de mobilidade 

Esse é um fator bastante comum e pouco considerado pelas pessoas, a mobilidade. 

Quando somos sedentários ou não fazemos atividades físicas com foco em condicionamento muscular, a musculatura que sustenta a coluna fica enfraquecida. 

Assim, a dor nas costas aparece, justamente porque a musculatura que sustenta a coluna vertebral não tem o preparo necessário para aguentar os impactos e as atividades do dia a dia, resultando em dor. 

6 – Excesso de peso e sedentarismo 

A coluna é feita para suportar o peso do corpo, bem como fornecer a movimentação necessária. Mas, em algumas pessoas, o excesso de peso faz com que a musculatura e a coluna sofram com muito peso que precisam carregar. 

A falta de atividade física também contribui para menor oxigenação na musculatura e menos remoção de toxinas, fatores que também contribuem para dores. 

7 – Falta de alongamento 

Há quanto tempo você não faz um bom alongamento? O alongamento é uma boa forma para relaxar a musculatura e deve ser inserido nas atividades diárias. 

Boas opções são Pilates, Yoga, bem como séries de alongamentos prescritas por fisioterapeutas, sempre respeitando os limites do organismo. 

Como prevenir a dor nas costas ao acordar?

Há como prevenir a dor nas costas ao acordar.

Há como prevenir a dor nas costas ao acordar.

Agora que já vimos as principais causas, vamos falar sobre a prevenção da dor nas costas ao acordar. 

  • Troque o colchão; 
  • Escolha um travesseiro adequado; 
  • Opte por uma posição de dormir que mantenha a coluna alinhada; 
  • Faça atividades físicas tais como Pilates e Yoga, por exemplo; 
  • Mantenha-se no peso ideal para sua altura e idade; 
  • Busque diagnóstico adequado em caso de dor persistente; 
  • Faça sessões de fisioterapia e alongamentos para melhorar a dor e alongar a musculatura.
Agendar sua Avaliação

Por Helder Montenegro Revisão 28/jun - 2021
Todo o conteúdo deste website é produzido e de reponsabilidade da equipe que compõe o ITC Vertebral.